Tuesday, June 27, 2017

User Login

Site Search


Warning: include(/home/anti/public_html/wp-content/themes/platoon/searchform.php) [function.include]: failed to open stream: No such file or directory in /home/anti/public_html/wp-content/themes/platoon/tabber.php on line 53

Warning: include() [function.include]: Failed opening '/home/anti/public_html/wp-content/themes/platoon/searchform.php' for inclusion (include_path='.:/usr/lib/php:/usr/local/lib/php') in /home/anti/public_html/wp-content/themes/platoon/tabber.php on line 53

A Formatura

Posted by Sidnei On novembro - 8 - 2011

Formatura Inaugural

Nas primeiras palavras que dirigiu ao Corpo de Soldados de 1991, o Cel. Art. Andrade Comandante do Regimento Deodoro enfatizou o seguinte:

em nome do Exército Brasileiro, saudou-nos dando as boas-vindas;
durante o ano conheceríamos vários outros quartéis e concluiríamos que em todo o País, são instalações simples, modestas mesmo, bem espelhando o tipo de vida austera, quase espartana, que os militares do Exército se impõem – espécie de sacerdócio – em cuja prática nivelam-se raças, credos, origens e classes sociais, no culto do verdadeiro “espírito militar”, pelo qual exaltam os feitos dos heróis e patriotas, emprestam sua colaboração desinteressada aos construtores do progresso e das glórias da Nação e guardam-na, junto com as outras Forças Armadas – Marinha e Aeronáutica – e as Forças Auxiliares – Polícias Militares – das ameaças externas e internas;
no Exército, a todos orgulha ostentar a denominação de “SOLDADO”, que significa “elemento do povo em armas”;
viveríamos onde se conserva o mais sadio sentimento de cidadania, que a princípio impregnado no solo, paulatinamente, o fora sendo também nas edificações, pelas sucessivas turmas que por aqui passaram no decorrer dos anos.
Assinalou, ainda, que os integrantes do Quartel nos acolhiam com a fraternidade própria dos “irmãos-de-armas”, que antevia o nosso êxito na árdua jornada que começava e que o espírito de corpo da tropa se revigorava, com a poderosa irradiação provocada por nossa chegada. Continuou, recomendando-nos que tranqüilizássemos nossos familiares, que os motivássemos e os conscientizássemos quanto à convergência dos esforços daqueles que dirigiriam as nossas atividades no Exército, com os por eles despendidos em nossos lares.

Por considerar que o longo prazo é uma etapa extensa e culminante da vida de cada um dos Soldados, na qual influenciarão a sociedade, a partir das famílias que constituírem e das atividades que desenvolverem, arrematou o tema que denominou “Considerações importantes”. “TO LEARN IS NOT EASY TIME” (a época de aprender não é amena), “LET ME TRY AGAIN” (Deixe-me tentar de novo) imortalizada por Frank Sinatra.

As “Forças Morais do Exército Brasileiro” – segundo o Exmo. Sr. Gen. Div. Armando Luiz Malan de Paiva Chaves, Cmt. 1ª RM – que se constituem em sua munição de maior efeito, seu armamento mais potente, sua couraça mais invulnerável. Eram elas reunidas num grupo de dez, como para oferecer-nos, simbolicamente, um dacálago, similar. em seu papel de roteiro-suporte – a um guia espiritual, oportuno ao “noviciado” que iniciávamos:

VONTADE
LIBERDADE
PATRIOTISMO e CIVISMO
CONFIANÇA
LEALDADE
CAMARADAGEM
DISCIPLINA
HIERARQUIA e OBEDIÊNCIA
CORAGEM
HONRA
A “Autoconstrução do Soldado – Um Bom Cidadão”, segundo o Exmo. Sr. Gen. Div. R/1 Otávio Costa, subdividido em quatro tópicos:

Voltar-nos para nós mesmos;
Voltar-nos para os outros;
Ao que dizer NÃO e
Ao que dizer SIM.
Finalizou, desejando que, através dos caminhos que nos conduzem, a cada dia, ao Histórico Regimento Deodoro, trouxéssemos a convicção de que podíamos contar com todos, Oficiais e praças, para nossa iniciação no preparo para sermos úteis à nossa Pátria e à nossa gente brasileira.

Por : SD – 706 – Airton

Add A Comment

You must be logged in to post a comment.